Campanha Nacional de vacinação contra a influenza 2019

A estratégia de vacinação contra a influenza foi incorporada no Programa Nacional de Imunizações em 1999, com o propósito de reduzir internações, complicações e mortes na população alvo para a vacinação no Brasil.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

Em 2019, o Ministério da Saúde, por meio da Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações, do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde, lançou, recentemente a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, no período de 10 de abril a 31 de maio de 2019, sendo 04 de maio, o dia “D” de mobilização nacional.

Neste dia, em Cacique Doble, o posto de saúde da cidade estará aberto das 08 às 17 horas para a vacinação. A população pertencente a Unidade Básica de São Luiz Rei deverão se dirigir até a mesma para vacinação.

No interior do município o roteiro será o seguinte:

Dia 29 de abril – manhã

- Nossa senhora das Graças às 08:30;

- Santo Antônio às 09:00;

- Lageadinho às 09:30;

- Rio Ouro às 09:45;

- Butiazinho às 10:15;

- Farroupilha às 10;30;

Dia 29 de abril - tarde

- São Pedro às 13:30;

- Santa Catarina às 14:00;

- São Joãozinho às 15:00;

- Santa Terezinha às 15:30;

Dia 30 de abril – manhã

- São Sebastião às 08:30;

- Aparecida às 08:45;

- São Judas às 09:30;

- Brasília às 09:45;

- Caravágio às 10:00;

Dia 30 de abril – tarde

- São Jorge às 13:30;

- Consoladora às 14:00

Nesta campanha serão vacinados:

- indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

- Crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);

- Gestantes;

- Puérperas (até 45 dias após o parto);

- Trabalhadores da saúde;

- Professores das escolas públicas e privadas;

- Povos indígenas;

- Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;

- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

- População privada de liberdade e

- Funcionários do sistema prisional.

O público alvo, portanto, representará aproximadamente 59,1 milhões de pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação. Visando ampliar o acesso à vacinação dos grupos mais vulneráveis, neste ano as crianças menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias) também serão vacinadas, até o ano de 2018 a vacina estava disponível para as crianças menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias).

- x -

José Nascimento

Assessor de Imprensa – PMCD

Reg.Jorn.Prof.6321/32/RS